Sede da Cia Baiana de Patifaria é arrombada e equipamentos são furtados; ator faz desabafo e pede doações

Diante das dificuldades causadas pela pandemia de coronavírus, a exemplo da suspensão dos espetáculos de teatro, os integrantes da Cia Baiana de Patifaria foram surpreendidos com um arrombamento da sede do grupo, famoso por peças como ‘A Bofetada’, ‘Noviças Rebeldes’ e ‘Siricotico’. Em seu perfil oficial do Instagram, um dos fundadores, Lelo Filho, mostrou o cenário de vandalismo deixado pelos criminosos.

O ator contou que equipamentos foram furtados e diversos objetos, como figurinos usados nos espetáculos, foram destruídos. “Levaram coisas nossas, mas levaram, também, equipamentos de trabalhadores que lá estavam adaptando a sede pra essa nova realidade. Ver figurinos, objetos de cena, perucas jogados como se nada fossem, saber dos prejuízos materiais, ter que repensar a segurança (e ela é cara!), não foi fácil”.

No desabafo, Lelo ainda criticou o apoio da polícia ao registrar o boletim de ocorrência para que possa haver uma investigação sobre o caso. “Mas difícil mesmo foi ter que ir registrar um BO na delegacia e ser tratado como se culpado fosse e não a vítima. Que reciclagem, que cursos, que aprendizado tem essas pessoas que recebem vítimas para registrarem queixa de alguma violência. Se quiser perícia, terei que retornar lá amanhã para receber esse tratamento de novo. Se quiser. Perícia? Já fizemos antes, digitais foram encontradas e nada foi recuperado ou ninguém preso por isso. Que lástima virou o Brasil. Que lástima ter que escrever isso”.

 Por: Redação BNews

%d blogueiros gostam disto: