Vice-presidente da Câmara de Feira questiona secretaria que contratou R$ 450 mil em crédito de transporte no recesso

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social de Feira de Santana adquiriu cerca de R$ 450.009,00 em créditos eletrônicos de transporte para atender aos usuários dos programas e serviços socioassistenciais ligados à Sedeso. O problema é que a compra foi feita justamente no período de pandemia do novo coronavírus, quando diversas atividades estão suspensas. 

Diante do fato, e do valor alto da compra, realizada por meio de edital de inexigibilidade de licitação, publicado em março de 2021, o vereador Silvio Dias, vice-presidente da Câmara da cidade, elaborou questões a serem esclarecidas por meio do requerimento 121/2021.

Com previsão de ser votada nesta semana, a proposição questiona ao secretário da pasta, Antônio Carlos Borges Júnior, se atividades dos programas e serviços socioassistenciais ligados à Sedeso foram mantidas de forma integral neste período de crise sanitária.

Dias também busca saber quantos são os usuários assistidos pelos programas, quais os critérios que os habilitam a terem direito ao benefício, quantos créditos são destinados aos beneficiários e com qual periodicidade é feita a distribuição.

Por: Redação BNews

%d blogueiros gostam disto: