Missa campal e procissão marcam o encerramento dos festejos de Nossa Senhora da Guia, padroeira do distrito de Riacho da Guia

Após 10 dias de adoração, a Festa em Louvor à Nossa Senhora da Guia, Padroeira do Distrito de Riacho da Guia, teve seu encerramento no último domingo (20) com uma missa campal e procissão que percorreu as ruas do distrito com fiéis e o andor com a imagem da santa reverenciada pelos alagoinhenses.
Os devotos de Nossa Senhora da Guia – Padroeira dos Navegantes que tem sua imagem associada à mãe de Jesus, mais uma vez participaram da procissão de Nossa Senhora da Guia, uma das mais tradicionais e antigas manifestações religiosas e culturais do município.
Os festejos contaram com a organização da Paróquia de Santa Terezinha e do Secretário de Relações Institucionais Norberto Alves (Bebé), e com o apoio logístico e de estrutura da Prefeitura de Alagoinhas, por meio da Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo, Superintendência Municipal de Trânsito e Guarda Municipal. Estiveram presentes também o Vereador Codoro, o Subsecretário de Cultura, Esporte e Turismo Bigu Góes, o secretário de Agricultura George Caboré, o Diretor de Direitos Humanos e Combate ao Racismo Edlan Souza e a comunidade do distrito Riacho da Guia.
O Prefeito Joaquim Neto, que estava acompanhado pela primeira-dama, Ludmila Fiscina, Secretários e Vereadores, afirmou que os alagoinhenses mais uma vez demonstraram a sua fé e que a participação popular no evento é um exemplo a ser seguido.
“Encerramos mais uma festa em homenagem a Nossa Senhora da Guia. A Prefeitura, através da Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo patrocinou uma festa organizada pela Paróquia Santa Terezinha, que fez com tanto entusiasmo nesses dias de festa e louvor”, comentou.
Para a Secretária de Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo, professora Iraci Gama, essa é uma das mais importantes manifestações culturais e religiosas de Alagoinhas. “Essa festa aqui acontece há mais de 100 anos. Nossa Senhora da Guia veio para Bahia trazida pelo mesmo homem que trouxe o Senhor do Bonfim, de Portugal. Então este momento não passa apenas pela própria história de Nossa Senhora da Guia, mas também na história do Riacho da Guia, que é uma parte importante das nossas tradições históricas”, explica.
“Protetora desta comunidade, ela nos indica qual é a missão da mãe do Senhor. Nossa Senhora da Guia nos indica o caminho a ser seguido. Esse título, evocado com tanta devoção nesta comunidade, apresenta àquela que é a missão de Maria: Maria é aquela que guia o povo ao encontro de Jesus”, afirmou Dom Valter Magno de Carvalho, bispo-auxiliar de Salvador.

Confira mais imagens:

Fotos: Roberto Fonseca/ SECOM

Fonte: SECOM/Alagoinhas

%d blogueiros gostam disto: