PF achou cofre cheio de dinheiro da corrupção na saúde?

PF deflagra segunda fase da Operação SOS, nomeada de ‘Reditus’

Um vídeo circula nas redes sociais e aplicativos de mensagens, com a imagem de um cofre com diversos maços de notas de R$ 50 e R$ 100, descoberto durante operação da Polícia Federal, na manhã de hoje(18). O vídeo, em algumas postagens, chama a atenção já no início, com o som de uma sirene policial. Mas impressiona mesmo pela quantidade de dinheiro. Apenas uma das publicações com o vídeo ultrapassou 20 mil visualizações no Twitter.

Uma das mensagens afirma que é o dinheiro desviado da saúde, no Pará, que começa a aparecer. Várias publicações chamam de “Covidão no Pará” e afirmam que, se trata de resultado de operação da Polícia Federal no Estado. Segundo uma das mensagens, “a roubalheira ultrapassa 1,2 bilhão”.

A Polícia Federal realmente deflagrou hoje a segunda fase da Operação SOS, apelidada de Reditus, que investiga o desvio de verba através da contratação de organizações sociais para a gestão de hospitais da rede pública no Pará.

Na primeira fase da Operação, que ocorreu no final do ano passado, a Polícia colocou o governador do Estado, Helder Barbalho(MDB), como um dos investigados. Um assessor e dois secretários chegaram a ser presos temporariamente. Mas na operação de hoje não foram divulgados nomes das pessoas que foram alvos dos mandados de busca e apreensão, prisão temporária e prisão preventiva.

Nenhum membro do governo estadual foi alvo direto da ‘Reditus’, mas, ainda segundo a PF, as 60 pessoas que constam nos mandados de prisão(preventivas e temporárias) fazem parte de organizações sociais e tem relação direta com o Poder Executivo do Pará.

Ao Monitor7, o Governo do Pará disse não ser alvo da operação. “O Estado rompeu com as Organizações Sociais(OS), com as quais não mantém mais nenhum contrato. Os  órgãos públicos apoiam todas as investigações para que a verdade seja esclarecida”, segundo nota do governo paraense.

Por meio de nota oficial, a Polícia também confirmou a informação de que os valores desviados atingem o valor citado em algumas publicações: “Os contratos investigados ultrapassam R$ 1,2 bilhão e envolvem quatro organizações sociais, cinco hospitais regionais e quatro hospitais de campanha montados para enfrentamento da pandemia do novo coronavírus”.

As imagens que tem aparecido em postagens de redes sociais e mensagens de aplicativos são verdadeiras e realmente tem relação com operação da Polícia Federal contra desvio de verbas públicas da Saúde, no Pará. O vídeo foi gravado por um agente da PF. Mas não temos a informação sobre o valor que estava especificamente naquele cofre que aparece no vídeo.

Vídeo 
mostra apreensão de dinheiro encontrado em cofre pela PF na operação "Reditus"

Vídeo mostra apreensão de dinheiro encontrado em cofre pela PF na operação “Reditus”

Fonte  R7

%d blogueiros gostam disto: