PM instaura inquérito para apurar conduta do Bope em episódio que terminou na morte de Wesley Soares

O corregedor-chefe da Polícia Militar da Bahia (PM-BA) instaurou um inquérito para, em um prazo de 40 dias, apurar a conduta atribuída aos oficiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) no episódio que terminou com a morte do policial Wesley Soares de Góes.

Ele morreu na noite do último domingo (28), nas imediações do Farol da Barra, em Salvador, após efetuar disparos na direção de oficiais que faziam o cerco ao local. O  tenente-coronel Agnaldo Alves Ceita Filho será responsável pela investigação, enquanto o capitão Fernando Brandão Cruz será escrivão no procedimento.

As informações constam de uma portaria publicada na edição da última terça-feira (30) do Boletim Geral Ostensivo da Polícia Militar (BGO). Wesley foi enterrado em Itabuna, na última segunda-feira (29). Também na última terça, o Ministério Público da Bahia (MP-BA) também instaurou um inquérito para apurar o fato.

Por: Redação BNews

%d blogueiros gostam disto: